Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/1201
Title: Análise físico-química do rio Cocó e a possível influência do aterro desativado do Jangurussu na qualidade de suas águas
Authors: GOMES, Jose Lucas dos Reis
metadata.dc.contributor.advisor: FROTA JÚNIOR, José Itamar
Issue Date: 2021
Citation: GOMES, Jose Lucas dos Reis. Análise físico-química do rio Cocó e a possível influência do aterro desativado do Jangurussu na qualidade de suas águas. 2021. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Centro Universitário Unichristus. Fortaleza, 2021.
Abstract: A utilização inadequada do espaço urbano, atrelada à falta de um sistema de esgotamento sanitário e despejo do lixo sem um controle técnico, tem acarretado impactos significativos na qualidade das águas dos rios, afetando não somente o ecossistema, mas também a própria população que se utiliza desse recurso. O estudo apresentado buscou analisar a qualidade das águas do rio Cocó, em pontos pré-estabelecidos (à montante e à jusante do lixão Jangurussu), na cidade de Fortaleza – Ceará. Por meio de parâmetros físico-químicos foi possível averiguar uma possível influência do lixão do Jangurussu na qualidade das águas do rio Cocó. Para a coleta das amostras (para análise em laboratório) foram realizadas visitas in loco em pontos distintos, denominados: P1, P2, P3 e P4. Os resultados foram embasados na resolução do CONAMA N° 357, de 17 de março de 2005 do Ministério do Meio Ambiente, em função da condição padrão águas doces de classe 1 e PORTARIA GM/MS No 888, DE 4 DE MAIO DE 2021 para verificação da potabilidade para consumo humano. Os parâmetros pH, sólidos dissolvidos totais (TDS), cloretos, nitratos, nitritos, nitrogênio amoniacal total, sulfato e turbidez apresentaram índices satisfatórios na qualidade de água. Com relação ao fósforo, observou-se que esse parâmetro não atendeu aos padrões de qualidade relativos à resolução, excedendo em todos os pontos da amostra. Quanto ao ferro identificou-se que no ponto próximo do lixão excedeu o limite do padrão estabelecido. Ademais, observou-se diminuição da turbidez e do nitrito, onde a importância da mata ciliar e da zona de preservação ambiental podem ter auxiliado na diminuição da concentração desses parâmetros. Os parâmetros cloreto, dureza total, sólidos dissolvidos, sulfato e amônia apresentaram valores de acordo com o grau de aceitação para o consumo em todos os pontos coletados referentes à portaria no 888 do ministério da saúde. Entretanto, a cor aparente, ferro e a turbidez apresentaram inconformidades para o padrão de potabilidade. Concluiu-se que o rio Cocó sofre forte impacto ambiental não apenas oriundas do lixão do Jangurussu, mas também, sofre com a ocupação desordenada de residências ao longo de suas margens, com a entrada clandestina de resíduos de lixo, e efluentes não tratados, além de degradação de grande parte da mata ciliar.
Keywords: Qualidade da água
Lixão do Jangurussu
Rio Cocó
Parâmetros Físicos- Químicos
Ação Antrópica
URI: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/1201
Appears in Collections:Engenharia Civil - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Jose Lucas dos Reis Gomes.pdf4.01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.