Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/739
Title: Aspectos Epidemiológicos e Morfométricos do Canal Incisivo Mandibular, da Alça Anterior do Nervo Mentual e do Forame Mentual por meio de Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Authors: SOARES, Johndner Amaral
SOUSA, Fabrício Bitu
Keywords: Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico
Nervo Alveolar Inferior
Forame Mentoniano
Mandíbula
Variação anatômica
Issue Date: 2019
Citation: SOARES, Johndner Amaral. Aspectos Epidemiológicos e Morfométricos do Canal Incisivo Mandibular, da Alça Anterior do Nervo Mentual e do Forame Mentual por meio de Tomografia Computadorizada de Feixe Cônico. 2019.Dissertação (Mestrado Acadêmico em Ciências Odontológicas) - Centro Universitário Christus, Fortaleza, 2019.
Abstract: O canal incisivo mandibular (CIM) é uma estrutura anatômica tubular localizada no interior do osso da mandíbula estendendo-se do forame mentual (FM) até a região anterior da mandíbula. O padrão anatômico do CIM pode sofrer variações consideradas normais entre indivíduos da mesma espécie.Estudos com radiografias panorâmicos, tomografias computadorizadas de feixe em leque e tomografias computadorizadas de feixe cônico (TCFC), realizados em humanos (in vivo, cadáveres e crânios secos) têm sido utilizados, em diferentes trabalhos, para identificar e delimitar o curso e as variações do CIM.O presente estudo objetivou realizar uma análise epidemiológica e radiomorfométrica do CIM, da alça anterior do nervo mentual (AANM) e do FM em TCFC de indivíduos dentados e desdentados que procuraram espontaneamente um serviço de diagnóstico por imagem, por diferentes motivações. Foi realizado um estudo observacional transversal onde foram avaliados a presença e as características morfométricas como diâmetro, extensão e altura relacionadas ao CIM, à AANM e ao FM, correlacionando-os com o sexo e idade dos pacientes dentados e desdentados. O estudo avaliou 100 pacientes através de TCFC, dos quais 97 atenderam os critérios de inclusão que procuraram uma clínica de imagem independentemente da pesquisa e por diferentes razões. Totalizando 61 (62,9%) do sexo feminino e 36 (37,1%) do sexo masculino. A idade média dos pacientes foi de 52±12 anos, com 17 (17,9%) pacientes entre 20-40 anos, 51 (53,7%) entre 41 e 60 anos e 27 (28,4%) acima de 60 anos. A pesquisa concluiu que as variáveis estudadas: diâmetro do FM, as extensões do CIM e AANM, a altura óssea abaixo e acima do FM não apresentaram diferenças significante entre os lados direito e esquerdo. O fator sexo interfere com significância estatística na altura do osso abaixo (p<0,001) e acima (p=0,008) do FM. O fator idade interfere com significância na altura óssea abaixo (p=0,004) e acima (p<0,001) do FM. Concluiu ainda que pacientes os quais perderam mais de três dentes na mandíbula, independente da região, apresentaram menos altura de osso disponível abaixo (p=0,048) e acima (p<0,001) do FM com significância estatística.
Description: The mandibular incisor canal (MIC) is a tubular anatomical structure located inside the mandible bone extending from the mental foramen (MF) to the anterior region of the mandible. The anatomic pattern of the MIC can undergo variations considered normal among individuals of the same species. Studies with panoramic radiographs, fan beam computed tomography (CT) and cone beam computed tomography (CBCT) performed in humans (in vivo, corpses and dry skulls) have been used in different studies to identify and delimit the course and variations of the CIM. The present study aimed to perform an epidemiological and radiomorphometric analysis of the MIC, the anterior mental nerve loop (AMNL) and MF in CBCT of dentate and edentulous individuals who spontaneously sought a diagnostic imaging service for different reasons. A cross-sectional observational study was carried out in which the presence and morphometric characteristics such as diameter, extension and height related to MIC, AMNL and MF were evaluated, correlating them with the sex and age of dentate and edentulous patients. The study evaluated 100 patients through CBCT, of whom 97 met the inclusion criteria that sought an imaging clinic regardless of the research and for different reasons. There were 61 (62.9%) females and 36 (37.1%) males. The mean age of the patients was 52 ± 12 years, with 17 (17.9%) patients between 20-40 years, 51 (53.7%) between 41 and 60 years and 27 (28.4%) over 60 years. The research concluded that the studied variables: MF diameter, extensions of MIC and AMNL, bone height below and above MF did not present significant differences between the right and left sides. The sex factor interferes with statistical significance at the height of the bone below (p <0.001) and above (p = 0.008) the MF. The age factor interferes with significance in the below (p = 0.004) and above (p <0.001) bone height of the MF. It was concluded that patients who lost more than three teeth in the mandible, regardless of the region, presented less bone height available below (p = 0.048) and above (p <0.001) MF with statistical significance.
URI: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/739
Appears in Collections:Mestrado Acadêmico em Ciências Odontológicas - Dissertações Defendidas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
JOHNDNER AMARAL SOARES.pdf1,37 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.