Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/1059
Title: Análise estatística do índice de condição da manutenção em rodovias federais para o Estado do Ceará.
Authors: GRANGEIRO, Sarah Lays Saraiva
metadata.dc.contributor.advisor: ALMEIDA, Lucas Cavalcante de
Issue Date: 2020
Citation: GRANGEIRO, Sarah Lays Saraiva. Análise estatística do índice de condição da manutenção em rodovias federais para o Estado do Ceará. 2020. Monografia (Graduação em Engenharia Civil) – Centro Universitário Unichristus. Fortaleza, 2020.
Abstract: O Índice de Condição da Manutenção (ICM) trata-se de um levantamento de campo que avalia a qualidade funcional da superfície de uma rodovia, ou seja, mensura o grau de conforto que o pavimento é capaz de transmitir ao usuário, além disso, avalia a drenagem e a vegetação ao entorno. Devido ao transporte rodoviário ser o mais utilizado no território brasileiro, é indispensável que sejam feitas avaliações periódicas dos pavimentos afim de evitar defeitos tanto em sua qualidade estrutural como funcional, garantindo dessa forma boas condições de trafegabilidade. Este trabalho tem por objetivo analisar as variações na qualidade da superfície do pavimento de 10 rodovias federais brasileiras que atravessam o estado do Ceará. Para isso, foi realizado um comparativo do valor calculado do ICM em um período pré-determinado para cada rodovia, este valor foi comparado mensalmente para cada quilômetro e, a partir dessas variações, será feita uma análise relacionando os custos de manutenção nos trechos estudados. Foram utilizados gráficos de colunas, gráficos de caixas (BoxPlot) para interpretar a variação do valor do ICM no decorrer dos meses associando com o investimento destinado à manutenção do pavimento. Através dos resultados nota-se que o investimento realizado nas rodovias em análise não é distribuído de forma igualitária, devido a diferença de nível de intervenção rodoviária que elas necessitam para ficar em boas condições de trafegabilidade para o indivíduo garantindo o conforto e a segurança necessária. Todas as rodovias tiveram uma melhora no valor do ICM exceto a rodovia BR – 403 no sentido decrescente, ou seja, o ICM teve um decréscimo na pior situação no valor de 17,6% na rodovia BR - 020 e na melhor situação como na rodovia BR – 230 no valor de 63,57%. Conclui-se, portanto, que analisando estas 10 rodovias e o investimento que foram aplicados em cada uma, considera-se que a divisão de recursos e melhorias da qualidade funcional rodoviária foi de forma satisfatória, tanto que fazendo a proporcionalidade 71% da extensão rodoviária estavam em boas condições de trafegabilidade conforme ICM.
Keywords: Investimento.
Qualidade Funcional.
Rodovias.
URI: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/1059
Appears in Collections:Engenharia Civil - Trabalhos de Conclusão de Curso

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
SARAH LAYS SARAIVA GRANGEIRO.pdf1.73 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.