Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/613
Title: Desenvolvimento de um Currículo para Treinamento Simulado de Gastroenteroanastomose Laparoscópica
Authors: BARREIRA, Márcio Alencar
metadata.dc.contributor.advisor: BORGES, Gleydson Cesar de Oliveira
Issue Date: 2017
Citation: BARREIRA, Márcio Alencar. Desenvolvimento de um Currículo para Treinamento Simulado de Gastroenteroanastomose Laparoscópica. 2017.Dissertação (Mestrado Profissional em Tecnologia Minimamente Invasiva e Simulação na Área da Saúde) - Centro Universitário Christus, Fortaleza, 2017.
Abstract: Introdução: A gastroenteroanastomose manual pode ser realizada por laparoscopia no tratamento ou paliação do Câncer gástrico. Visando a segurança do paciente, redução na curva de aprendizado e a diminuição de custos hospitalares a simulação de uma anastomose cirúrgica deve ser introduzida precocemente na formação de cirurgiões com interesse em laparoscopia avançada. Objetivo: Desenvolver um currículo sistematizado para treinamento simulado de gastroenteroanastomose laparoscópica através da análise da aquisição de habilidades e avaliação da opinião dos participantes. Métodos: Estudo experimental longitudinal e de caráter quantitativo. A amostra foi de doze residentes de cirurgia geral com experiência limitada em cirurgia laparoscópica oriundos de quatro hospitais. O treinamento por simulação consistia na confecção de vinte anastomoses com sutura continua utilizando dois fios de seda. Os treinamentos foram divididos, igualmente, em cinco sessões e aconteceram em um período de seis semanas. A avaliação das anastomoses levou em consideração o tempo do procedimento, um Checklist e a escala global de avaliação Objective Structured Assessment of Technical Skills (OSATS). No final do treinamento um questionário, utilizando a escala de Likert (1 a 5 pontos), avaliou o modelo de treinamento utilizado. Resultados: Os residentes apresentaram uma redução no tempo operatório estatisticamente significante (p < 0,01) para confeccionar uma anastomose gastrojeunal, passando de uma média inicial de 66,6 minutos para uma média de 27 minutos no final do treinamento. Observou-se, ainda, uma alta correlação linear entre as variáveis (r= 0,545). Os residentes apresentavam habilidades básicas em laparoscopia e a evolução da técnica cirúrgica e da qualidade da anastomose foi estatisticamente significante (p < 0,01), resultando na última operação simulada uma pontuação média de 33,4 pontos na escala de OSATS e 9 pontos no Checklist. O r de 0,497 e 0,295 para a escala de OSATS e o Checklist, respectivamente, representam uma alta correlação linear entre as variáveis. O modelo de treinamento foi bem avaliado pelos participantes. A pontuação média final foi de 62,57 pontos que equivale a uma média de 4,47 pontos (1-5 pontos) por pergunta realizada. Os quesitos mais bem avaliados foram os relacionados com o treinamento ser obrigatório e realizado no hospital de ensino. Já os com pior avaliação foram os relacionados aos fios e pinças utilizadas utilizados. Conclusões:A confecção de uma anastomose gastrojejunal laparoscópica é um exercício capaz de transferir habilidades básicas e avançadas. O currículo de treinamento ideal deve ter em sua programação a participação em 20 anastomoses cirúrgicas distribuídas em 5 sessões de treinamento, com intervalo de 1 semana e duração de 6 semanas. Outros itens importantes em um programa de treinamento são: obrigatoriedade, acessibilidade, presença de um cirurgião experiente para fazer um feedback individualizado, disponibilidade de uma caixa preta, utilização de órgãos sintéticos, ferramentas para avaliação e definir uma meta a ser alcançada.
Description: Introduction: The manual gastroenteroanastomosis can be performed by laparoscopy in the treatment or palliation of gastric cancer. Aiming to patient safety, reducing the learning curve and reducing hospital costs, the simulation of a surgical anastomosis should be early introduced in the training of surgeons with an interest in advanced laparoscopy. Objective: To build up a systematized curriculum for simulated training of laparoscopic gastroenteroanastomosis through the analysis of the acquisition of skills and evaluation of the participants' opinion. Methods: Longitudinal and quantitative experimental study. The sample was composed of twelve general surgery residents with limited experience in laparoscopic surgery from four hospitals. The training by simulation consisted in the making of twenty anastomoses with continuous suture using two silk threads. The trainings were also divided into five sessions and they took place over a six-week period. The evaluation of the anastomoses took into account the procedure time, a Checklist and the global evaluation scale Objective Structured Assessment of Technical Skills (OSATS). At the end of the training, a questionnaire, using the Likert scale (1 to 5 points), evaluated the training model used. Results: Residents presented a statistically significant reduction in operative time (p <0.01) to make a gastrojeunal anastomosis, from an initial average of 66.6 minutes to an average of 27 minutes at the end of training. There was also a high linear correlation between the variables (r = 0.545). The residents presented basic laparoscopic skills and the evolution of the surgical technique and the quality of the anastomosis was statistically significant (p <0.01), resulting in the last simulated operation an average score of 33.4 points on the OSATS scale and 9 points on the Checklist. The r of 0.497 and 0.295 for the OSATS scale and the Checklist, respectively, represent a high linear correlation between the variables. The training model was well evaluated by the participants. The final average score was 62.57 points which is equivalent to an average of 4.47 points (1-5 points) per question asked. The most evaluated items were those related to the training being compulsory and performed at the teaching hospital. The ones with worse evaluation were those related to the wires and tongs used. Conclusions: The preparation of a laparoscopic gastrojejunal anastomosis is an exercise capable of transferring basic and advanced skills. The ideal training curriculum should have in its programming the participation in 20 surgical anastomoses distributed in 5 training sessions, with interval of 1 week and duration of 6 weeks. Other important items in a training program are: mandatory, accessibility, presence of an experienced surgeon to provide individualized feedback, availability of a black box, use of synthetic organs, tools for evaluation and setting a goal to be achieved.
Keywords: Anastomose Cirúrgica
Treinamento por Simulação
Laparoscopia
URI: http://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/613
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Tecnologia Minimamente Invasiva e Simulação na Área da Saúde - Dissertações Defendidas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
MÁRCIO ALENCAR BARREIRA.pdf4,7 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.