Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/632
Title: Educação Médica e Finitude da Vida: Abordagens para Melhoria de Saberes e Práticas
Authors: LIMA, Lana Lacerda de
metadata.dc.contributor.advisor: GOMES, Annatália Meneses de Amorim
Issue Date: 2017
Citation: LIMA, Lana Lacerda de. Educação Médica e Finitude da Vida: Abordagens para Melhoria de Saberes e Práticas. 2017.Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino em Saúde) - Centro Universitário Christus, Fortaleza, 2017.
Abstract: Lidar com a morte e com o morrer é uma habilidade a ser desenvolvida pelos profissionais da Medicina. Este estudo objetiva analisar o processo de formação dos estudantes de Medicina frente à morte, visando uma proposta educativa. Trata-se de pesquisa descritiva e exploratória, com abordagens quantitativa e qualitativa. A população investigada foi composta por 104 estudantes matriculados no curso médico da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN), na cidade de Mossoró. Obtiveram-se os dados por meio de questionário estruturado, grupo focal e depoimentos espontâneos, além de pesquisa em documentos do programa do curso. A coleta ocorreu entre março e agosto de 2017. A análise de dados foi subsidiada pela revisão da literatura, pelos dados estatísticos e pela técnica de análise de conteúdo temática de Minayo. Os dados numéricos foram dispostos em planilhas e organizados em gráficos e tabelas. O curso promove mudança de visão ao longo da evolução, significativa para 39,5% e pouca para outros 39,5%; 59,6% mencionaram contato inexistente com a morte na graduação, 54% dos estudantes se declararam despreparados para lidar com o tema, 70,1% relataram nenhum contato com pacientes fora de condições terapêuticas, 29,8% nunca participaram de discussões sobre finitude e 63,4 referiram participação ocasional. A parte qualitativa resultou em quatro categorias, em que se observou concordância acerca da necessidade de maior preparo para lidar com pacientes em processo de morte e morrer, sobre noção do que seria uma abordagem humanística, citaram disciplinas que discorriam sobre a temática, mas de forma pontual e esporádica, referiram carga excessiva de exigências que anulam a vida pessoal. Faz-se necessário o ensino da Tanatologia, através de vivências, debates, inclusão transversal nas disciplinas existentes, novas metodologias, visando desenvolver habilidades necessárias para formar um profissional capaz de lidar com essa fase tão sofrida da vida, pois ao se desenvolver competências como empatia e acolhimento, resgata-se o humano dentro de si.
Description: Dealing with death and dying is a skill to be developed by medical professionals. This study aims to analyze the process of training medical students against death aiming at an educational proposal. It is a descriptive and exploratory research with a quantitative and qualitative approach. The research population was composed of 104 students enrolled in the medical course of the State University of Rio Grande do Norte (UERN) in the city of Mossoró. The data were obtained through structured questionnaire, focus group and spontaneous testimonies, as well as research in the course syllabus. Data collection was supported by literature review, statistical data and Minayo thematic content analysis technique. The numerical data were arranged in spreadsheets and organized into charts and tables. The course promotes a change of vision throughout its evolution, significant to 39.5% and little to another 39.5%; 59.6% mentioned a non-existent contact with graduation death, 54% of the students said they were unprepared to deal with the topic, 70.1% reported no contact with patients outside the therapeutic conditions, 29.8% never participated in discussions about and 63.4 refer to occasional participation. The qualitative part resulted in 4 categories, where there was a concordance in the need of a greater preparation to deal with patients in process of death and dying, they have notion of what would be a humanistic approach, they cite disciplines that discuss the subject, but punctual and sporadic, refer to an excessive burden of demands that nullifies personal life. It is necessary to teach Tanatology, through experiences, debates, transversal inclusion in the existing disciplines, new methodologies, aiming to develop the necessary skills to train a professional able to deal with this phase so suffered from life, because when developing skills as empathy and acceptance, the human being is rescued within.
Keywords: Morte
Estudante de Medicina
Educação Médica
Atitude frente à Morte
URI: http://repositorio.unichristus.edu.br/jspui/handle/123456789/632
Appears in Collections:Mestrado Profissional em Ensino em Saúde - Dissertações Defendidas

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
LANA LACERDA DE LIMA.pdf3,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.